“Amigão da Vizinhança” – Campanha digital do Cinépolis alcança 14 milhões de pessoas

A Campanha “Amigão da Vizinhança” criada no início deste ano pela Godiva Propaganda integrou 4 players de autoridade: Cinépolis, Sony Pictures, Cultura Inglesa e o maior filme de 2022. Homem Aranha.

A estratégia da Campanha foi a seguinte: para concorrer ao prêmio de 1 ano de inglês gratuito na Cultura Inglesa, o cliente tinha que comprar o combo amigos na bomboniere para assistir Homem Aranha, preencher o formulário e cadastrar a nota fiscal no hotsite.

“Acreditamos que o diferencial da campanha foi inserir a mecânica no processo ‘habitual’ do cliente que vai ao cinema (comprar pipoca e bebida) e ‘oferecer’ um plus a eles. Então a pessoa que foi assistir ao filme e comprou o combo, teve a oportunidade de participar da campanha”, afirma Leandro Rampazzo, responsável pelo Planejamento e um dos sócios da Godiva Propaganda.

Leandro ressalta que a campanha contribuiu para o reconhecimento e credibilidade para as marcas envolvidas, além de aumentar o volume de vendas do combo e incentivar os clientes a voltarem à Cinépolis com mais frequência.

A Campanha Amigão da Vizinhança foi veiculada nas seguintes mídias: rádio, telas de cinemas, lobbys dos cinemas, redes sociais, programática, google, youtube e  influencers.

“A estratégia da campanha foi muito assertiva, pois teve um alcance nacional surpreendente, além de conquistarmos mais clientes fidelizados e engajados com a marca. Mais de 14 milhões de pessoas foram impactadas com a campanha digital”, comemora Juliano Russo, diretor de Marketing / Comercial e A&B da Cinépolis.

 

Ficha técnica da Campanha:

Anunciante: Cinépolis

Título: Amigão da Vizinhança – Homem Aranha

Produto: Campanha Promocional

Diretor de arte: Anderson Soares Araujo e Marcelo Henrique Kulaga

Fotógrafa modelos: Sony/Banco de Imagens

Atendimento: Douglas Arruda e Natália Queiroz

Planejamento: Leandro Rampazzo

Digital: William Etchebere, Beathriz Maria

Redação: Carlos Augusto Queiroz

Diretor de Negócios: Leandro Rampazzo

Aprovação: Juliano Russo, Barbara Martins

Link para download da imagem da Campanha: https://we.tl/t-VX2vXyM1CA

 

Sobre a Godiva Propaganda

A Godiva Propaganda está presente no mercado há 8 anos.

Comandada por Leandro Rampazzo, formado em Propaganda e Marketing, com MBA’s em Comunicação Empresarial e Gestão de Negócios, especialista em franchising por liderar por mais de 15 anos o marketing de grandes marcas do segmento, a Godiva Propaganda possui know-how também nos segmentos de saúde e entretenimento.

Campanhas:

Desenvolveu mais de 1800 campanhas, tendo como destaques:

– “Clínica de Estética não é tudo igual! – com Ticiane Pinheiro

Cliente: Ad Clinic – 2021

– “Amigão da Vizinhança”- Cultura Inglesa, Sony e Cinépolis – 2021

– “1001 Sapatilhas” – Disney – 2018

– Promoção de Verão – Quality Lavanderias, grupo Unilever – 2021

Premiações:

A Godiva Propaganda reúne 27 prêmios recebidos, entre os principais:

– 27º Prêmio Abemd – Associação Brasileira de Marketing de Dados

. Ouro | Cinépolis: Lançamento Filme Novos Mutantes | Categoria: Digital Mobile

. Prata | Fillity: Lançamento Coleção Summer Sale | Categoria: Campanha Digital

. Prata | Minds: Learn to Travel – Enquanto o mundo te espera você aprende | Categoria: Campanha

 

Serviço:

Facebook: @GodivaPropaganda

Instagram: @godivapropaganda

Linkedin: Godiva Propaganda

Site: www.godivapropaganda.com.br

 

Fonte:

Tierno Press Comunicação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Godiva cria Campanha de humanização com a equipe de colaboradores do Hospital SP PLus

Conforto, segurança, humanização e atendimento personalizado são os principais critérios do SP Plus – Hospital Dia e Centro Diagnóstico de São Paulo. Com o intuito de reforçar esses valores junto aos colaboradores, especialmente no que diz respeito à humanização no ambiente de trabalho, a Godiva Propaganda criou a Campanha “Amor que conecta a sua missão com nossos valores”.

“Lançamos essa campanha interna para a divulgação da Missão, Visão e Valores do SP Plus, em março, mês em que comemoraram um ano de existência”, conta Leandro Rampazzo, responsável pelo Planejamento e um dos sócios da Godiva Propaganda.

Leandro ressalta que a campanha proporcionou maior engajamento com os colaboradores internos de diferentes áreas. “O objetivo foi humanizar ainda mais o atendimento”, enfatiza o publicitário.

 

“A Campanha gerou impactos muito positivos na instituição. Notamos que o tema despertou maior sentimento de pertença, motivação e valorização do colaborador, além do alinhamento com os objetivos do Hospital”, Cássio Luiz de Jesus Oliveira, responsável pelo marketing do SP Plus Saúde.

Ficha Técnica:

Anunciante: Hospital SP Plus Saúde

Título: Amor que conecta sua missão com nossos valores

Produto: Campanha Interna

Diretor de arte: Denise Ikehara

Planejamento: Leandro Rampazzo

Redator: Victor Lazaro Fantini

Digital: William Etchebere

Aprovação: Cássio Luiz de Jesus

 

Sobre a Godiva Propaganda

A Godiva Propaganda está presente no mercado há 8 anos.

Comandada por Leandro Rampazzo, formado em Propaganda e Marketing, com MBA’s em Comunicação Empresarial e Gestão de Negócios, especialista em franchising por liderar por mais de 15 anos o marketing de grandes marcas do segmento, a Godiva Propaganda possui know-how também nos segmentos de saúde e entretenimento.

Campanhas:

Desenvolveu mais de 1800 campanhas, tendo como destaques:

– “Clínica de Estética não é tudo igual! – com Ticiane Pinheiro

Cliente: Ad Clinic – 2021

– “Amigão da Vizinhança”- Cultura Inglesa, Sony e Cinépolis – 2021

– “1001 Sapatilhas” – Disney – 2018

– Promoção de Verão – Quality Lavanderias, grupo Unilever – 2021

Premiações:

A Godiva Propaganda reúne 27 prêmios recebidos, entre os principais:

– 27º Prêmio Abemd – Associação Brasileira de Marketing de Dados

. Ouro | Cinépolis: Lançamento Filme Novos Mutantes | Categoria: Digital Mobile

. Prata | Fillity: Lançamento Coleção Summer Sale | Categoria: Campanha Digital

. Prata | Minds: Learn to Travel – Enquanto o mundo te espera você aprende | Categoria: Campanha

 

 

Serviço:

Facebook: @GodivaPropaganda

Instagram: @godivapropaganda

Linkedin: Godiva Propaganda

Site: www.godivapropaganda.com.br

 

Fonte:

Tierno Press Comunicação

“Segurança está no ar” – Campanha da Purifikar evidencia o poder da marca na prevenção do coronavírus

O conceito foi criado pela Godiva Propaganda para divulgar a eficácia no tratamento do ar de um dos mais importantes produtos da marca

São Paulo, 10 de março de 2022 – “Segurança está no ar”. Esse foi o conceito criado pela Godiva Propaganda na Campanha da Purifikar, em sua linha Wind Clean, equipamento completo de tratamento de ar (purifica, desinfeta e aromatiza o ar), que além de além de garantir melhor qualidade no ambiente, é capaz de eliminar 99,999% das bactérias e vírus existentes no ar.

O conceito ganha relevância em tempos de pandemia da Covid-19, época em que a preocupação com a qualidade do ar está entre os valores prioritários das pessoas e das empresas que prezam pela boa saúde física e mental dos seus colaboradores.

“Nossa expertise em expansão de franquias foi determinante na elaboração desta campanha. Trata-se de um produto inédito no Brasil e o modelo de negócio é único no mundo. Expandimos o conceito “Segurança” para todos os âmbitos da Purifikar: para B2B (empresas, donos de estabelecimentos, etc), pensando não somente na qualidade do ar do ambiente, como na segurança do investimento, em si, abrangendo esse posicionamento para todos os públicos de interesse da marca”, ressalta Leandro Rampazzo, responsável pelo Planejamento e um dos sócios da Godiva Propaganda.

Considerado um dos principais produtos da Purifikar, o Wind Clean conquistou autoridade perante seu público, tendo seus equipamentos certificados pela ANS, Unicamp e Conforlab.

“Seguimos rigorosamente o regulamento de avaliação indicado pela OMS. Nosso equipamento é de última geração no que se refere à tecnologia aplicada à purificação do ar.  O conceito “Segurança está no ar”, criado pela Godiva Propaganda atribuiu valor à nossa marca e garantiu maior autoridade perante nosso público, evidenciou nossos valores e gerou mais segurança e presença nas redes sociais”, comemora Fábio Ferreira, sócio fundador da Purifikar.

Sobre a Godiva Propaganda

A Godiva Propaganda está presente no mercado há 8 anos.

Comandada por Leandro Rampazzo, formado em Propaganda e Marketing, com MBA’s em Comunicação Empresarial e Gestão de Negócios, especialista em franchising por liderar por mais de 15 anos o marketing de grandes marcas do segmento, a Godiva Propaganda possui know-how também nos segmentos de saúde e entretenimento.

Campanhas:

Desenvolveu mais de 1800 campanhas, tendo como destaques:

– “Clínica de Estética não é tudo igual! – com Ticiane Pinheiro

Cliente: Ad Clinic – 2021

– “Amigão da Vizinhança”- Cultura Inglesa, Sony e Cinépolis – 2021

– “1001 Sapatilhas” – Disney – 2018

– Promoção de Verão – Quality Lavanderias, grupo Unilever – 2021

Premiações:

A Godiva Propaganda reúne 27 prêmios recebidos, entre os principais:

– 27º Prêmio Abemd – Associação Brasileira de Marketing de Dados

. Ouro | Cinépolis: Lançamento Filme Novos Mutantes | Categoria: Digital Mobile

. Prata | Fillity: Lançamento Coleção Summer Sale | Categoria: Campanha Digital

. Prata | Minds: Learn to Travel – Enquanto o mundo te espera você aprende | Categoria: Campanha

 

 

Serviço:

Facebook: @GodivaPropaganda

Instagram: @godivapropaganda

Linkedin: Godiva Propaganda

Site: www.godivapropaganda.com.br

Divulgação: Tierno Press Comunicação

 

 

 

 

Luciana Tierno estreia como âncora do CBN Saúde, na CBN Vale

A jornalista Luciana Tierno, especialista em medicina e saúde e também Consultora de Comunicação da Tierno Press Comunicação assumiu o comando do programa CBN Saúde, que vai ao ar todos os sábados, ao vivo, na CBN Vale (750KHz AM) e também transmitido nas plataformas digitais Facebook e Youtube.

O tema de estreia do dia 05 de março foi Saúde Mental no Cotidiano e contou com a psicóloga Andrea Menezes e Chagas, especialista em Análise de Casais e de Famílias.

Clique aqui e assista o programa de estreia sobre Saúde Mental no Cotidiano.

Clique aqui e assista o segundo programa sobre Alimentação Consciente.

Confira a programação completa no www.cbnvale.com.br

Luciana Tierno – Jornalista de Medicina e Saúde.

Atua com comunicação em Saúde desde 2005.

Atuou em campanhas importantes de saúde como Prevenção das Doenças Alérgicas; Campanha de Prevenção contra a Osteoporose: Campanha de Prevenção da Cefaleia. Dia Mundial da Obesidade. Semana do Sono. Campanha para a proibição do Bisfenol A em mamadeiras.

Trabalhou na Agência Rádio 2. Produziu e realizou reportagens para o programa Conexão Saúde, o Canal Universitário de São Paulo. Foi repórter de campo da Rádio Bandeirantes AM, em São Paulo. Foi apresentadora do programa Lente Positiva, da Nova TV Vale.

Editora da revista Sono, da Associação Brasileira do Sono. Produtora do programa Sono & Saúde, da produtora Videociência, do Rio de Janeiro. Produtora, roteirista e apresentadora do podcast Boa Noite com Dra. Andrea Bacelar. Apresentadora do podcast Turno do Conhecimento, do laboratório Eurofarma. Consultora da Tierno Press Comunicação, agência especializada em medicina e Saúde.

 

18 de Março – Dia Mundial do Sono – Por que não dormimos bem?

A neurologista Dra. Andrea Bacelar, médica do sono explica quais são os fatores que prejudicam a qualidade do sono e alerta sobre os prejuízos que a privação de sono traz à saúde

Na próxima sexta-feira, dia 18 de março será celebrada o Dia Mundial do Sono. Estima-se que mais de 70% da população brasileira sofra com algum problema em relação ao sono. Os fatores que dificultam o início do sono e que interferem na qualidade do sono são diversos.

“Alterações no ambiente, como estímulos sonoros (barulho da rua), luminosos (aparelhos eletrônicos) e temperatura do quarto podem dificultar o início e manutenção do sono. Alterações em diferentes sistemas fisiológicos impactam na qualidade e na quantidade do sono, podendo desencadear alguns distúrbios do sono”, explica Dra. Andrea Bacelar, neurologista, médica do Sono e diretora da Clínica Bacelar (RJ).

A especialista explica que o passo inicial é reconhecer se o sono não está com a qualidade ideal e notar se está repercutindo na saúde e no desempenho das tarefas do dia a dia. “Essas queixas devem ser relatadas a um médico especialista em Sono para que sejam realizadas a anamnese e os exames para que a partir do diagnóstico direcione para o tratamento adequado”, ressalta a médica.

Os distúrbios do sono mais prevalentes na população são a insônia e a apneia do sono. A insônia é a dificuldade em iniciar ou manter o sono, que acontece mesmo quando o indivíduo tem oportunidade de dormir o tempo necessário e em um ambiente favorável ao sono. Os indivíduos com insônia dormem menos tempo que o necessário para ter boa saúde e qualidade de vida. A apneia do sono são eventos de pausas respiratórias que acontecem durante o sono, que pode levar à diminuição de oxigênio no organismo e, em resposta, o indivíduo desperta (despertares curtos que geralmente não são recordados). Geralmente, os que têm apneia também apresentam ronco. Na apneia do sono o indivíduo dorme o tempo necessário, porém os despertares ao longo da noite fragmentam o sono, reduzindo a sua qualidade e repercutindo em sonolência diurna e diversos problemas de saúde.

O sono reparador ao longo da vida é um dos fatores essenciais para o envelhecimento saudável. As pessoas que costumam dormir mal têm mais chances de desenvolver ou antecipar o aparecimento de doenças, necessitando de intervenções e tratamentos crônicos, incluindo quantidade de medicações para tomar diariamente. O cuidado com a quantidade e qualidade do sono deve ser permanente para que, nas fases mais avançadas, o indivíduo possa usufruir de melhor qualidade de vida.

 

Recomendações para uma melhor qualidade do sono:

 

1-        Adote horários regulares para deitar e acordar. O horário de levantar no final de semana não deve variar em mais de 2 horas.

2-        Diminua os estímulos antes de dormir: ao redor de 30 a 40 minutos antes de dormir deve-se desligar todos os eletrônicos, desligar a televisão, e fazer uma atividade relaxante, que pode ser uma leitura leve com luz baixa. A necessidade de diminuir os estimulantes antes de dormir varia de pessoa para pessoa. Pessoas com tendência para insônia, devem seguir estas orientações de forma mais sistemática. A luz azul é a mais prejudicial para o sono. É indicado o uso de aplicativos que mudam o padrão de luz após certo horário.

3-        Vá para cama e só fique na cama quando estiver com sono ou dormindo. Ficar na cama sem sono, somente remoendo preocupações dificulta iniciar ou reiniciar o sono. Se após 30 minutos a pessoa ainda estiver insistindo para dormir e com isto cada vez ficando mais ansiosa, é melhor levantar-se, fazer atividade relaxante, e voltar para cama somente com sono.

4-        Evite uso de substâncias estimulantes no período de, no mínimo, 4 horas antes de dormir. Cigarro, café e chá estimulante devem ser evitados. O café pode ficar em ação no cérebro até 7 horas em algumas pessoas e, neste caso, deve ser evitado após 16 horas.

5-        O álcool é reconhecido como um agente e auxilia a iniciar o sono, porém deve ser ressaltado que também leva a uma piora na qualidade do sono, pois fragmenta o sono na segunda parte da noite e impedir que o sono seja restaurador.

6-        Cuide para que o ambiente seja agradável: deixe o quarto escuro e silencioso. Se possível, regule a temperatura.

7-        Evite refeições pesadas no jantar nem coma perto da hora de deitar. O ideal é jantar 2 horas antes de deitar.

8-        Preferencialmente usar a cama apenas como lugar para dormir (evite trabalhar ou assistir televisão na cama).

9-        Pratique atividade física com regularidade.

Sobre Dra. Andrea Bacelar

Especialista em neurologia, medicina do sono e neurofisiologia clínica- ABN, AMB e SBNC.

Doutorado em Neurologia – UNIRIO.

Diretora médica da Carlos Bacelar Clínica.

Presidente da Associação Brasileira do Sono de 2018 a 2021.

Diretora da Associação Brasileira do Sono (2022-23).

 

Serviço:

Site: www.clinicabacelar.com.br

Instagram: @draandreabacelar

Facebook: @draandreabacelar

Podcast Boa Noite com Dra. Andrea Bacelar

Spotify: https://spoti.fi/3ibtauw

Deezer: https://bit.ly/3tYSJEK

 

Divulgação:

Tierno Press Comunicação

 

 

 

Tontura intensa e repentina: será mesmo Labirintite?

A médica otorrinolaringologista Dra. Nathália Prudencio, especialista em  tontura e zumbido, explica como diferenciar o diagnóstico de labirintite

 

 Considerada uma das principais queixas de consultório, a tontura costuma afetar a qualidade de vida do paciente e suas atividades diárias, muitas vezes, gerando uma limitação importante.

Embora a tontura e o zumbido sejam sintomas primários de algumas doenças distintas, é comum o paciente levantar como primeira hipótese o diagnóstico de Labirintite. A médica otorrinolaringologista Dra. Nathália Prudencio, especialista em tontura e zumbido, ressalta a importância da investigação, que deve ser realizada por um médico especializado. “Para avaliarmos as possíveis e verdadeiras causas de uma tontura repentina, o que primeiro devemos fazer é investigar se estamos diante de uma causa central, problemas dentro do cérebro que podem causar tontura, como um Acidente vascular cerebral (AVC) que deve ser diagnosticado e tratado rapidamente por um profissional, ou diante de um problema que chamamos de periférico, dentro do ouvido e que costuma ser o mais comum. Conseguimos diferenciar esses dois tipos de quadros através da história do paciente e exame físico, e por isso é tão importante que esse diagnóstico seja realizado por um especialista”, alerta a médica.

Entenda o que é a Labirintite

A especialista explica que a labirintite costuma ser um quadro raro e pouco diagnosticado no consultório. “A labirintite se manifesta devido a uma infecção dentro do ouvido e que acaba por acometer o labirinto, órgão responsável pelo equilíbrio e pela audição que está dentro do nosso ouvido causando assim sua inflamação, e daí vem o nome labirintite, que nada mais é que a inflamação do labirinto”, esclarece a médica.

Principais sintomas:

– Tontura

– Perda de audição

– Zumbido no ouvido

Embora sejam raros os casos de infecção de ouvido, ocasionada pela labirintite, é possível realizar o tratamento com antibióticos.

Outras possíveis causas da tontura e zumbido

Vertigem posicional paroxística (VPPB)

Quando se trata de doenças que afetam o ouvido, que causam tontura e zumbido, o primeiro diagnóstico que deve ser considerado é a Vertigem posicional paroxística benigna (VPPB), mais conhecida como a tontura dos cristais.  “Apesar de causar uma tontura recorrente quando o paciente faz determinados movimentos com a cabeça, por exemplo ao se deitar, ao girar na cama, ao levantar a cabeça, o primeiro episódio pode ser bastante intenso e traumático. Geralmente, o paciente se queixa de uma tontura rotatória, mais conhecida como vertigem, que dura por poucos segundos ou minutos acompanhado de enjoo e que melhora espontaneamente”, explica Dra. Nathália.

 

A médica explica que o diagnóstico da VPPB é realizado por meio de posições específicas da cabeça do paciente, realizadas no consultório. O Tratamento é feito com manobras para reposicionamento desses cristais dentro do ouvido, e geralmente, após a manobra adequada a maioria dos pacientes apresenta melhora completa do quadro. “Pode ser que em um primeiro episódio não seja possível fazer o diagnóstico e tratamento devido ao sofrimento do paciente com a tontura e enjoo. Nesses casos, o melhor é aliviar primeiramente o sintoma do paciente com medicações e em um segundo momento fazermos a manobra de tratamento”, esclarece.

Neurite Vestibular

Após ser descartada a hipótese da VPPB, a Neurite vestibular é o diagnóstico provável que esteja causando os sintomas de tontura e zumbido. Trata-se de uma infecção, na maior parte dos casos viral, do nervo responsável pelo equilíbrio: o nervo vestibular. “Neste caso, o paciente apresentará uma vertigem intensa, vômitos e muitas vezes dificuldade para andar, que pode durar por dias ou até semanas, que costuma melhorar com o passar dos dias e após um tratamento adequado para alívio dos sintomas. A Neurite vestibular pode deixar algumas sequelas, como uma tontura leve que pode e deverá ser tratada com a reabilitação vestibular, mas a maioria dos pacientes evolui de uma forma benigna e se recupera completamente após o quadro”, explica a médica.

 

Doença de Ménière

As alterações na região interna do labirinto também podem ser as causas da Doença de Ménière. Neste caso, os pacientes apresentam um quadro de vários sintomas associados: tontura súbita, perda de audição, zumbido e sensação de ouvido tapado. “É comum que após um primeiro episódio, esse quadro passe a vir em crises recorrentes, principalmente, desencadeado por estresse, má alimentação, privação de sono, entre outros fatores”, alerta a médica.

A Doença de Ménière deve ser tratada adequadamente durante a crise e diagnosticada adequadamente para que possa ser feito um tratamento para evitar novas crises.

“Diante de episódios repentinos de tontura associados ou não a sintomas auditivos, como perda de audição e zumbido, é importante a avaliação o quanto antes por um médico especialista para um correto diagnóstico e tratamento”, conclui a especialista.

 

Sobre Nathália Prudencio

Médica Otorrinolaringologista, especialista em Tontura e Zumbido, em constante atualização com ênfase em Otoneurologia, especialidade dedicada ao diagnóstico e tratamento de pacientes com distúrbios do equilíbrio e transtornos auditivos causadores de zumbido.

Serviço:

Site: www.dranathaliaprudencio.com.br

Instagram: @dranathaliaprudencio

Divulgação: @tiernopress

Jornal O Dia – Sono na Pandemia

Um levantamento realizado pela Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico Covid-19 (Vigitel)1 com 2.007 pessoas, entre os dias 25 de abril e 5 de maio de 2020, mostrou que 41,7% dos entrevistados apontaram ter distúrbios do sono, como dificuldade para dormir ou dormir mais do que de costume.

Desde o início da pandemia, estudiosos realizaram mais de mil pesquisas relacionadas ao sono.

Desses estudos já surgiu uma metanálise, ou seja, uma compilação das publicações referentes aos transtornos de sono, apresentando uma estatística média de que 34% da população está com insônia”.

Em entrevista ao Jornal O Dia, a médica neurologista Dra. Andrea Bacelar, presidente da Associação Brasileira do Sono comenta que “o Brasil já tem prevalência elevada de transtornos do sono. Antes da pandemia, 30% da população tinham apneia, 15% insônia e 50% estavam com privação (sono insuficiente). Com a pandemia, houve
piora. Os especialistas do sono não dão conta de tantos”.

A reportagem contou também com a participação da bióloga Cláudia Moreno, pesquisadora da USP, especialista em Cronobiologia e vice-presidente da Associação Brasileira do Sono. “A grande questão é que o sono é importante para o sistema imunológico. Quando não se dorme bem, é comum apresentar resfriado ou ficar gripado. É preciso noites de sono longas e horários apropriados”.

Leia a matéria, na íntegra!

Pesquisa avalia o sono dos brasileiros em tempos de pandemia

Como está o Sono dos brasileiros, em tempos de Pandemia? Essa é a nova pesquisa lançada pela Associação Brasileira do Sono (ABS).

Através de um questionário, disponível no site da ABS, o indivíduo poderá responder questões relacionadas ao sono, de forma comparativa antes e durante a pandemia, como: “Antes da pandemia, você dormia quantas horas por noite?”; “Atualmente, quantos horas você costuma dormir por noite?”; “Antes da pandemia, você estava satisfeito(a) com a duração do seu sono?”,  “Atualmente, você está satisfeito(a) com a duração do seu sono? “

Antes da pandemia, os índices das pessoas com insônia atingiam a marca de 15% no Brasil. Nesses últimos 7 meses, foram publicados cerca de 900 novos estudos associados ao tema “Sono e Covid-19”.

“Desses estudos já surgiu uma metanálise*, ou seja, uma compilação das publicações referentes aos transtornos de sono, apresentando uma estatística média de que 34% da população está com insônia. Pretendemos saber o quanto essa situação se agravou aqui no Brasil, pois os dados são alarmantes e as queixas no consultório são crescentes. Decidimos lançar a pesquisa virtualmente para alcançarmos o maior número de pessoas”, afirma a médica neurologista Dra. Andrea Bacelar, presidente da Associação Brasileira do Sono.

O formulário da pesquisa está disponível no site da ABS: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScJGvP9ypMbnRgFpdVNaqS0VXfKBY26SiuhB-65odsCj8UqlQ/viewform.

*Metanálise: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScJGvP9ypMbnRgFpdVNaqS0VXfKBY26SiuhB-65odsCj8UqlQ/viewform

 

Serviço

Site: www.absono.com.br/abmsono.org

Instagram: @absono

Facebook:@associaçãobrasileiradosono

Twitter: @AbsSono

YouTube: Canal do Sono

Fonte: Tierno Press Assessoria

 

 

Sono na pandemia – Dicas de como dormir bem

Especialistas da Associação Brasileira do Sono dão dicas de higiene do sono

Preocupação e ansiedade tornaram-se queixas ainda mais frequentes pelos brasileiros, em tempos de pandemia.  A mudança da rotina e a necessidade de distanciamento social podem ter efeitos nos sincronizadores do ritmo circadiano, fundamentais para o funcionamento do ritmo biológico. Além de estarem mais preocupadas e ansiosas, as pessoas tiveram mudanças na rotina que tinham ao longo do dia.

Além disso, dormir pouco, privando-se de sono, produz efeitos nocivos à saúde mental, alterando e piorando o humor; funções psíquicas complexas, como tomada de decisões, aprendizagem, memória e pensamento; além do funcionamento do sistema imunológico que, neste caso, é importante para as defesas do organismo contra a Covid-19.

A médica neurologista Dra. Andrea Bacelar, presidente da Associação Brasileira do Sono, explica que quando o indivíduo apresenta uma predisposição a ter insônia, situações de incerteza e medo podem aumentar o grau de ansiedade e alerta, desencadeando os sintomas de insônia e, quando perpetuados por um longo período, podem se tornar um problema crônico.

“Problemas e preocupações cotidianas que tiram o sono, são os mesmos que se intensificaram neste período de pandemia, como doenças na família ou medo de ficar doente, problemas conjugais, dificuldades financeiras e medo do desemprego”, destaca Dra. Andrea Bacelar, presidente da Associação Brasileira do Sono. Somam-se a esses fatores o uso excessivo de equipamentos eletrônicos, o consumo abusivo de álcool, de tabaco e de medicações sem orientação médica, inclusive remédios para tentar dormir.

Para a Dra. Andrea Bacelar os efeitos colaterais da Covid-19 na saúde mental e nos distúrbios do sono, em médio e longo prazos, serão conhecidos a partir de estudos e estatísticas que a sociedade médica ainda está construindo. “O que já temos de estudos de fora do Brasil é que a tendência é dobrar. Sabemos que 30% ou um terço da população tem queixa de insônia. A suspeita é que isso dobre”, alerta.

“Temos o cenário de pessoas que eram saudáveis e começam a experimentar agora queixas de insônia, de pessoas que já trataram no passado, estavam assintomáticas e tiveram uma recaída, de pacientes que estavam em tratamento antes da pandemia, controlados, e tiveram uma recidiva do problema; e pacientes que estavam em investigação e o quadro clínico se modificou pelo agravamento da situação social”, detalha Dra. Andrea Bacelar.

 

Dicas para dormir melhor em tempos de Pandemia

Para auxiliar a população nesse desafio de dormir melhor diante desse cenário de incertezas, os especialistas da Associação Brasileira do Sono elaboraram recomendações e orientações de rotina. Seguem algumas dicas:

 

– Estabeleça uma rotina durante o dia

Estar mais tempo no ambiente doméstico necessitando realizar tarefas domésticas e familiares pode não ser sua rotina.

– Estabeleça uma rotina para a noite

A rotina da noite é tão importante quanto a rotina do dia. Assim, mantenha um horário regular de sono, isto é, procure dormir e acordar sempre no mesmo horário. Esse hábito ajudará a manter os ritmos biológicos do seu organismo, fundamentais para o funcionamento saudável.

– Deixe a luz entrar

Exponha-se à luz natural abrindo as janelas de casa assim que acordar para permitir que o ar circule e a luz chegue a você. Estude o horário que o sol bate em sua casa e exponha-se à luz do sol para que possa fixar as vitaminas essenciais à manutenção de sua saúde.

– Cultive o contato consigo mesmo

Adote o uso de um diário ou escreva cartas sobre o que sente ou percebe acontecer em sua vida íntima. Essa prática simples ajuda a promover reflexão e um contato mais profundo com seus sentimentos, além de servir como uma importante válvula de escape.

– Cultive o contato com sua família

Caso more com outras pessoas, familiares ou não, tente manter uma convivência harmoniosa, ajudando e respeitando o espaço e o tempo do outro. Organize-se para terem momentos juntos para além das refeições, que podem ser, por exemplo para assistirem os noticiários diários, uma série ou filmes ou quem sabe um momento de lazer com jogos?

Confira a lista completa das recomendações dos especialistas da Associação Brasileira do Sono no site: http://www.absono.com.br/assets/recqualidadevidaesono.pdf

Serviço

Site: www.absono.com.br

Instagram: @absono

Facebook:@associaçãobrasileiradosono

Twitter: @AbsSono

YouTube: Canal do Sono

Informações para a Imprensa:

 Contato: Luciana Tierno

Celular: 11 93147-1616

@tiernopress

luciana@tiernopress.com.br

www.tiernopress.com.br

30 anos do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)

Como o cinema pode contribuir para a proteção integral das crianças e adolescentes?

O documentário Mundo Sem Porteira – Um alerta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes aponta caminhos para a prevenção

No próximo dia 13 de julho, celebramos os 30 anos do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente, reconhecido como o principal instrumento normativo do Brasil que estabelece direitos e garantias especiais às crianças e adolescentes.

Assinado em 13 de julho de 1990, um dos seus principais avanços foi a concretização do artigo 227 da Constituição Federal (CF), que objetiva a proteção às crianças e adolescentes.

“É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”. (art. 227 da Constituição Federal).

Considerado um dos mais graves problemas que violam os direitos garantidos pelo estatuto, a exploração sexual infanto-juvenil é a principal abordagem do documentário Mundo Sem PorteiraUm alerta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes, disponível nos Canais YouTube; Vimeo e Videocamp.

Dirigido e roteirizado pela cineasta Gisela Arantes, o documentário é reconhecido internacionalmente, recebendo o Certificado de Excelência e o Prêmio de Melhor Fotografia no 4º Indian World Film Festival, além de ser contemplado com a Menção Honrosa do Júri, no 8º Delhi Shorts International Film Festival, na Índia.

“Acredito que o cinema e a cultura em geral, exerçam um papel fundamental nessa perspectiva da prevenção. Por meio da história de Thaís, o Filme revela as experiências de diversas meninas que passaram pela exploração, pelo abuso e o abandono. Com depoimentos de caminhoneiros, organizações para proteção, educadores, especialistas, líderes em Direitos Humanos e jovens engajados, apresenta uma visão multicausal do problema e de como solucioná-lo”, ressalta Gisela.

A Umiharu Produções Culturais e Cinematográficas, que produziu o documentário, lançou também o Guia para Debate, juntamente com a Childhood Brasil, organização social que prestou consultoria técnica ao Filme.

O curta-metragem tem o apoio da Lei Proac do Governo do Estado de São Paulo e os patrocínios da C&A, Gerdau e Klabin. Conta com a fotografia de Luís Villaça e a música original de André Abujamra.

GISELA ARANTES

Cineasta, diplomada pela Universidade Anhembi-Morumbi, formou-se também como atriz pelo Teatro Célia Helena. Capacitou-se como empresária cultural, cursando marketing cultural, gestão do terceiro setor e empreendedorismo, com certificações também pelo Sebrae.

A expertise adquirida durante anos atuando no programa Glub Glub da Rede Cultura, com mais de 700 episódios exibidos, e toda sua experiência como atriz, autora, diretora e produtora de sucesso, aliadas ao conhecimento sobre educação e a formação em cinema, levou Gisela à concepção da Umiharu Produções Culturais Cinematográficas, onde cria e realiza Projetos Culturais, voltados à difusão da cultura humanista, tornando-se uma empresa referência em Economia Criativa.

Dentre os projetos realizados, destacam-se:

Iniciativas socioculturais itinerantes, como: Água, Arte e Sustentabilidade, que recebeu o prêmio internacional científico, Tall Poppies Queesland; O Bloco do Povo Encantado, espetáculo teatral e oficina para educadores, que aborda a diversidade cultural do povo brasileiro.

E os Audiovisuais, cujo mais recente lançamento, Mundo Sem Porteira – um alerta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes, recebeu a Menção Honrosa do Júri no Festival Internacional de Delhi; e Excelência e Melhor Fotografia no 4º Festival Internacional de Cinema da Índia

Serviço:

Filme Completo Mundo Sem Porteira – Um alerta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes: https://bit.ly/2WxMSqf

Site: http://mundosemporteira.umiharu.com.br/

Instagram: @gisela.arantes

Mais informações para a imprensa:

Luciana Tierno

luciana@tiernopress.com.br

11 93147-1616